quarta-feira, 18 de maio de 2016

Passeio frustrado

Sua vontade era de tomar coca cola todos os dias.
Sentir aquele gás efervescente nas narinas e aquele arroto gostoso de satisfação! Não. Não podia. Aquele refrigerante era moderno demais para aquela época . O guaraná brasileiro era mais apetitoso, mais difundido. Quem garantia que aquele outro refrigerante de aparência marron, não teria algum veneno ? Tinha mais gás, era até indigesto.

 Mas a vontade de beber aquela gororoba como diziam, era intensa! Não importava! Se desse dor de barriga, um cházinho de erva doce, acalmaria ! E a garrafinha? A garrafinha era muito bonita. Bojuda. Brilhava ! A sorte era  aguardar um futuro aniversário onde tivesse aquele néctar tão desejado. Mas não. Nos aniversários futuros, o guaraná brasileiro de várias marcas, predominava. Era mais econômico?  Ou era relutância de gente grande?


Até que...
Até que a professora da escola avisou as crianças sobre um passeio na fabrica da Coca Cola. Marcou o dia. Apresentou a autorização. Não precisava levar lanche. 
Aquilo era demais! Era o tão desejado sonho de conhecer a fábrica e quem sabe beber todas as cocas colas que coubessem na barriguinha de uma criança.
Foi um dia muito esperado. Não se falava em outra coisa. Em casa, os pais não diziam nem que sim, nem que não. Mas era um dia desejado e cheio de preparativos até que chegou. Uma longa espera.


O dia amanheceu... 
Dormiu tanto que acordou inesperadamente e esperou que fosse arrumada para ir a escola e a tão sonhada fábrica de coca cola.
E assim passou o dia esperando, esperando
Já estava atrasada, dizia
As outras crianças já foram!
Bateu o desespero.
Sabia que não iria. Os pais não deixariam ir.
O soluço foi forte, mais forte que beber a coca cola e sair pelas narinas.
Percebeu a traição. 


Por muitos anos, sentiu a frustração. Sentimento de abandono.
Sentimento de atraso na vida e de desconfiança. Até que tempo curou.
O tempo cura, mas  as lembranças permanecem.
 


 

5 comentários:

  1. Puxa,Zizi! Que pena ! Por que não poder tomar Coca-Cola? Eu adoro ! Não tomo muito refri, mas quando o faço, escolho a Coca, hoje Zero...
    E deu pra ter dó dessa menininha ! Frustração grande!

    Lembrei que minha mãe sempre teve em seu verbo a conjugação apenas na 1ª do singular:EU,EU e eu... Assim ela tomava Coca=-cola na nossa frente, tinha a sua garrafinha e nós não ganhávamos nada... Por isso, conheço uma certa menina que sempre foi rebelde que na hora de ira buscar a Coca na geladeira pra mãe, abria, tomava e acrescentava água.,rs...Não dava de um jeito, dava de outro!! rs


    Adorei te ler! bjs, chica ( Acho que essa menina agora devia já grandinha, ir até fábrica para fazer esse passeio!)

    beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Ficaram as marcas dos dissabores querida amiga ,hoje evito beber refrigerantes pois pelo que dizem fazem mal à saúde ,embora goste muito de coca-cola ,beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, querida amiga Zizi!
    Não tomo quase nunca mas claro que entendo perfeitamente sua tristeza contida... criança é criança!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  4. Pois é Zi, uma pena essas nossas frustrações de criança, tbm as tenho. O bom é que passa, a gente cresce e faz o que bem quiser.
    Bjk e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Que pena, mas as frustações passam, como tudo na vida, vira lembranças. Sempre gostei coca, mas hoje evito!
    bjssssss

    ResponderExcluir

Feliz com sua presença!
Vou te aguardar com carinho!